Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias Audiência pública reúne mais de 200 pessoas para discutir o PNE
Ações do documento
04/07/2011 às 19h27

Audiência pública reúne mais de 200 pessoas para discutir o PNE

— registrado em:

O IFPB foi representado no evento pelo reitor João Batista de Oliveira Silva e o pró-reitor de ensino Paulo de Tarso.

Audiência pública reúne mais de 200 pessoas para discutir o PNE

Audiência realizada no auditório da UFPB

Uma audiência pública reuniu, na manhã desta segunda-feira, mais de 200 pessoas – entre professores, educadores, estudantes, representantes de ONGs, instituições de ensino – para discutir o Plano Nacional da Educação – PNE.

Pelo Instituto Federal da Paraíba participou o reitor João Batista de Oliveira Silva que ressaltou a importância do evento para o enriquecimento do Plano. Batista representa o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica - Conif  no Fórum Nacional da Educação (FNE). O reitor do IFPB esteve no evento acompanhado do pró-reitor de ensino Paulo de Tarso.

A audiência aconteceu no auditório da Reitoria da Universidade Federal da Paraíba(UFPB). A sessão foi promovida pela Comissão da Câmara dos Deputados, órgão responsável pela elaboração do PNE e contou com a presença da presidente da Comissão Permanente de Educação da Câmara dos Deputados e membro titular da Comissão, deputada Fátima Bezerra, do deputado federal e membro titular da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania e Políticas Públicas de Combate às Drogas da Câmara Federal Luiz Couto.

O reitor da UFPB, professor Rômulo Polari, o secretário estadual de educação, Afonso Scocuglia e o presidente do conselho estadual de educação, José Neto também integraram a mesa de abertura dos trabalhos.

Durante sessão, o deputada Fátima Bezerra considerou em seu pronunciamento temas como a expansão e melhoria dos índices de qualidade do ensino médio, profissional e superior e a universalização do ensino infantil. A parlamentar acredita que o Plano seja aprovado até o final deste ano.

 

*Filipe Donner - Jornalista