Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias Consulesa Heidi Arola visita IFPB
Ações do documento
13/05/2011 às 20h54

Consulesa Heidi Arola visita IFPB

— registrado em:

A americana divulgou o Programa Jovens Embaixadores, versão 2012 e conheceu as experiências do IFPB em intercâmbios culturais.

Consulesa Heidi Arola visita IFPB

Consulesa Heidi Arola visita o IFPB

A reitoria do Instituto Federal da Paraíba recebeu, na quarta-feira(11), a visita da consulesa de diplomacia pública do Consulado dos Estados Unidos no Recife, Heidi Arola.

A ilustre visitante foi ciceroneada pelo pró-reitor de ensino do IFPB, professor Paulo de Tarso. O encontro foi articulado pela Assessora de Relações Institucionais e Internacionais, Verônica Edmundson.

Heidi trouxe uma boa notícia para os estudantes do Ensino Técnico Integrado ao Médio: “O Programa Jovens Embaixadores já está aceitando inscrições de estudantes brasileiros do Ensino Médio interessados em participar de sua décima edição, em janeiro de 2012”, informou.

Ela frisou que para os candidatos se credenciarem ao certame, eles devem ter excelente desempenho escolar, histórico de trabalho voluntário em suas comunidades, boa fluência no inglês, e ter idade de 15 a 18 anos, até a data da viagem. O Programa oferece anualmente 35 vagas para adolescentes de 15 a 18 anos. Leia mais sobre o Jovens Embaixadores clicando AQUI!

visita da consulesaA consulesa ressaltou que a Paraíba mantém uma participação exitosa no Programa Jovens Embaixadores desde 2008 quando Patiene Alves Passoni mostrou sua habilidade para o campo das relações diplomáticas.

De lá até hoje o Estado já foi representado por mais dois jovens embaixadores: Samuel Barbosa de Oliveira (2009) e Kelly Lucena (2010).

Neste universo de conquista em intercâmbios internacionais, o pró-reitor Paulo de Tarso apresentou o panorama das relações do IFPB com organismo internacionais, com destaque com o governo americano e entidades daquele país.

Tarso lembrou a participação do IFPB em programas como Fulbright que possibilitou a ida dos professores Umberto Gomes e Cristina Madeira aos Estados Unidos para a realização de estudos e pesquisas em fontes americanas.

*Por Filipe Donner - Jornalista