Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias Deputado avalia com reitoria instalação do IFPB em Pedras de Fogo
Ações do documento
15/04/2013 às 14h55

Deputado avalia com reitoria instalação do IFPB em Pedras de Fogo

— registrado em:

Manoel Junior reuniu-se com João Batista e Paulo de Tarso para tratar da viabilidade de CVT e Campus

O reitor do IFPB, João Batista de Oliveira, e o pró-reitor de Ensino, Paulo de Tarso Costa Henriques, receberam a visita, nessa sexta-feira, do deputado federal Manoel Junior. O assunto da audiência foi a instalação do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba na cidade de Pedras de Fogo, base eleitoral do parlamentar.

Atualmente, a cidade tem uma construção do Centro Vocacional Tecnológico (CVT) que, na avaliação do parlamentar, pode servir para instalações do IFPB. O CVT foi construído com recursos do Ministério da Ciência e Tecnologia e fica em área próxima a PB 032. O IFPB já coordena um CVT em Sousa e tem projetos para a instalação em Cabedelo e Guarabira.

O reitor esclareceu que, além do CVT, outra possibilidade para se instalar no município seria como uma Unidade Avançada do Campus João Pessoa. O IFPB já vive essa experiência através do campus Sousa, onde Aparecida é uma unidade avançada, além do distrito de São Gonçalo.

Em ambas as opções, o professor João frisou que “o Instituto precisa ter a territorialidade da área onde oferta os cursos”. Por isso, seria importante a doação de um prédio para iniciar cursos de curta duração, como os oferecidos pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), enquanto não se pode ter o ensino regular ofertado através de um campus.

João Batista esclareceu que o trâmite para solicitar a instalação do CVT ou da Unidade do IFPB no município deve partir da Prefeitura, já doando um prédio para o funcionamento. O deputado se comprometeu a empreender uma conversação com a Prefeitura nesse sentido, apesar de divergências políticas. O IFPB já irá se instalar na região do litoral sul e Vale do Paraíba, através do campus de Itabaiana, previsto na Expansão III do Governo Federal.

O pró-reitor de Ensino mostrou estudos de viabilidade que o IFPB fez para o município de Pedras de Fogo, anteriormente. Na análise da equipe do Instituto, a cidade poderia ter cursos técnicos de Edificações, Manutenção Automotiva, Açúcar e Álcool, Transações Imobiliárias e Logística. No ensino superior, o estudo apontou Construção de Edifícios e Gestão da Produção Industrial.

Paulo de Tarso frisou que os cursos foram pensados já levando em conta a realidade do Estado de Pernambuco, com a instalação de uma fábrica de veículos. “Goiana vai se tornar um pólo industrial e diversas fábricas serão instaladas em seu entorno por conta da Fiat. O IFPB pode ter cursos para preparar esse pessoal”, comentou o professor.

 

Ana Carolina Abiahy – jornalista do IFPB