Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias Governo do Estado quer formar convênio com IFPB para estágios
Ações do documento
18/04/2012 às 18h17

Governo do Estado quer formar convênio com IFPB para estágios

— registrado em:

Superintendente da Suplan se reuniu com pró-reitor de Ensino para discutir parceria na fiscalização de obras

Governo do Estado quer formar convênio com IFPB para estágios

Ricardo Barbosa e Paulo de Tarso Henriques

Estudantes do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) devem ter uma oportunidade em breve de estagiar na Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado da Paraíba (Suplan). A parceria do IFPB com o Governo do Estado, que visa ofertar estágios para alunos de nível técnico e superior foi tratada nessa terça-feira em audiência. O próprio superintendente, Ricardo Barbosa, compareceu a Reitoria do IFPB e se reuniu com o pró-reitor de Ensino, Paulo de Tarso Costa Henriques.

Ricardo Barbosa, que recém-assumiu a Suplan, também acumula o cargo de secretário executivo de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal na Paraíba. Segundo ele, a quantidade de obras em execução no Estado exige o aumento do quadro de pessoal para auxiliar na fiscalização, que envolve diversos procedimentos. “Temos 138 contratos, 482 escolas precisam de recuperação, sejam pequenos reparos ou reformas. Há 72 obras paralisadas, algumas por demora na fiscalização. Temos 64 engenheiros no quadro da Suplan, mas temos obras em todo o Estado”, comentou Ricardo Barbosa, que também preside a Comissão Estadual de Licitação do Estado.

Ele informou ao pró-reitor, na ocasião substituindo o reitor João Batista de Oliveira Silva, que cerca de R$ 2 bilhões do PAC serão administrados na Paraíba, e que todas essas obras vão precisar de fiscalizações, em suas várias etapas. O professor Paulo de Tarso colocou a instituição à disposição da Suplan na elaboração de um convênio com vistas a possibilitar o estágio que pode envolver alunos de diversos campi, já que cursos diferentes do IFPB foram avaliados como úteis para a área de obras.

A expectativa inicial é que 30 vagas sejam ofertadas. Os cursos superiores de Construção de Edifícios, Segurança no Trabalho, Geoprocessamento, e outros na área de Meio Ambiente, Tecnologia da Informação e Comunicação, e de Processos Industriais, também no nível técnico, devem ser beneficiados. Uma nova reunião entre os representantes do Estado e o IFPB deve ser marcado em breve para agilizar a oferta do estágio que deve ser de seis meses, a serem prorrogados, mediante avaliação.

“Temos parceria com o Governo através do Pronatec, e se pudermos estender para outros campos, como a oferta dos estágios, isso só vai ser benéfico para nossos estudantes”, comentou o pró-reitor de Ensino. Ele colocou à disposição do Governo os estudos que o IFPB realizou sobre diversas regiões do Estado, com um perfil das atividades econômicas e também informou sobre vários dos programas nacionais que vêm sendo executados através da instituição, como o Mulheres Mil e o Certific. A parceria do Brasil Profissionalizado, onde o know-how do IFPB na área de ensino técnico deve ser passado para as escolas profissionalizantes estaduais também foi lembrada por ambos.

 

Texto: Ana Carolina Abiahy – jornalista do IFPB

Foto: Filipe Donner – coordenador da Ascom do IFPB