Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias IFPB assina protocolo de intenções com universidade portuguesa
Ações do documento
12/04/2011 às 07h46

IFPB assina protocolo de intenções com universidade portuguesa

— registrado em:

Se a proposta prosperar, em breve, servidores e alunos do Instituto poderão realizar estudos e pesquisas na Universidade de Trás-os-Montes e Alto D'ouro, em Portugal.

No final da tarde desta segunda-feira, dia 11, representantes da Universidade de Trás-os-Montes e Alto D'ouro (Portugal), visitaram o Instituto Federal da Paraíba(IFPB).

O propósito maior da visita foi a assinatura de um Protocolo de Intenções Luso-Brasileiro, visando a implantação de um intercâmbio de conhecimentos científicos e culturais entre as duas instituições.

O documento foi assinado pelo representante da UTAD, professor Miguel Videira Monteiro e pelo reitor do IFPB, professor João Batista.

O protocolo tem prazo inicial de um ano, durante o qual a UTAD e o Instituto levantarão os detalhes técnicos e financeiros para a viabilização da oferta de mestrado e doutorado.

A previsão é de que os cursos de mestrado custem R$ 800,00 com duração de dois anos. Já o valor do doutorado está estimado em R$ 1.100,00 por mês, com duração de três anos.

A UTAD oferece cerca de 10 doutorados e aproximadamente 30 mestrados, além de inúmeros cursos de graduação credenciados para mobilidade estudantil.

O coordenador administrativo da UTAD Anderson Carlos, que participou da reunião, com gestores do IFPB, informou que os estudantes do IFPB também vão poder pleitear bolsa por meios próprios, como Capes, CNPQ, além de governos e empresas privadas que investem neste tipo de oferta por meio de seleção.

O professor catedrático Miguel Videira Monteiro ressaltou que a UTAD conta com laboratórios de referência e pesquisadores com notoriedade no mundo da ciência e da tecnologia.

O reitor do IFPB, professor João Batista, garantiu estudar a proposta e oferecer em breve um posição institucional sobre a viabilidade da assinatura de um convênio guarda-chuva.

JB ressaltou que é um privilégio para os servidores da casa realizar mestrado ou doutorado na Europa.

“Por isso, vamos conhecer com mais profundidade o potencial da UTAD e estabelecer nossas prioridades e interesse institucional na proposta”, finaliza o reitor João Batista de Oliveira Silva.

* Filipe Donner – jornalista do IFPB