Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias IFPB organiza doação de 1245 bens patrimoniais
Ações do documento
21/10/2010 às 07h14

IFPB organiza doação de 1245 bens patrimoniais

— registrado em:

Os bens podem ser doados para órgãos federais, estaduais, municipais e entidades filantrópicas. As entidades têm 30 dias para manifestarem interesse.

IFPB organiza doação de 1245 bens patrimoniais

Bens para doação

O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), através da Coordenação de Patrimônio, está organizando a doação de 1245 bens. Podem ser beneficiados com a doação, os órgãos federais, estaduais, municipais e entidades filantrópicas reconhecidas como de utilidade pública pelo Governo Federal. O coordenador de Patrimônio da instituição, José Carlos Gomes de Lima, explica que somente essas entidades estão autorizadas pelo Decreto 99658/90 a participarem do processo de doação. Veja aqui a relação dos bens.

Esse decreto regulamenta, no âmbito da Administração Pública Federal, o reaproveitamento, a movimentação, a alienação e outras formas de desfazimento de material. Os interessados têm 30 para dias para apresentar documentação e se habilitarem a participar do processo de doação. Eles devem entrar em contato com a Coordenação de Patrimônio pelo telefone 3208-3025 ou e-mail patrimonio@ifpb.edu.br

Entre os bens que estão sendo doados, estão mobiliários e equipamentos eletrônicos. Esses bens foram classificados como antieconômicos, ou seja, o que seria gasto para recuperá-los seria mais custoso do que a compra de um novo pelo Instituto. “Para o IFPB, não seria vantagem recuperar esses bens, mas para algumas Prefeituras sem muitos recursos e entidades filantrópicas carentes, eles podem ter muita serventia”, destaca José Carlos.

Ele ressalta que os interessados devem se responsabilizar pelo transporte dos bens, que devem ser organizados em grandes lotes. Desde junho, foi iniciado o processo de avaliação da condição de bens através do processo de número 23052.006561/2010-92. A lista pode ser acessada aqui no site em breve ou solicitada por e-mail à Coordenação de Patrimônio.

Na listagem, os bens aparecem sem seu valor real, servindo apenas para fins de registro contábil. Entre outros fatores, isso acontece devido às mudanças de moeda no país, o que prejudicou a conversão em valores atuais. Segundo José Carlos, o Governo está implantando uma nova política de reavaliação de todos os bens que constam de seu patrimônio, o que pode resultar na divulgação dos valores dos bens conforme o real no mercado. Essas mudanças devem ser implantadas nos próximos meses.

 

Ana Carolina Abiahy – jornalista do IFPB