Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias IFPB participa de atividades Técnicas-Científicas
Ações do documento
01/06/2012 às 20h40

IFPB participa de atividades Técnicas-Científicas

— registrado em:

Foram apresentadas as experiências do instituto nos programas Mulheres Mil e Proeja

Com duas mesas-redondas, apresentadas na tarde desta quinta-feira, dia 31de maio, o IFPB encerrou sua participação no II Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica, que termina hoje, dia 01 de junho. Foram apresentados o Programa Mulheres Mil e o Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Jovens e Adultos (PROEJA).

A mesa do Mulheres Mil foi composta pelos gestores Geísio Lima, do Campus Campina Grande; Ionara da Nóbrega, do Centro de Referência em Pesca e Navegação Marítima (CRPNM); Kelly do Nascimento, do Campus Picuí; Valéria Guimarães, da Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Solidários do IFPB (INCUTES); e a gestora do programa no estado , Sandra Santos Alves.

Os gestores relataram os desafios que o Mulheres Mil enfrentou durante a implantação nos vários campi do IFPB e reforçaram a consolidação do programa como parte da política de inclusão social do instituto. “Através da educação, essas mulheres em situação de vulnerabilidade estão sendo reintegradas à sociedade. Estamos rompendo algumas barreiras como o preconceito. Com a inserção no programa, elas passaram a ser reconhecidas como alunas do IFPB”, ressaltou Sandra.

Na mesa-redonda do Proeja, Celso de Araújo, do Campus Campina Grande; Dimas Pereira, do Campus Cajazeiras e Maria Cândida Mariz, do Campus Sousa, explicaram como o programa funciona em cada campus, com suas particularidades e desafios no combate à evasão escolar.

Os gestores ressaltaram a valorização dos alunos como estratégia para mantê-los em sala de aula. “Os professores devem incluir os estudantes do Proeja em todas as atividades culturais do instituto, para que eles se sintam parte da escola”, frisou Celso.

Alguns participantes da mesa fizeram intervenções para falar de suas experiências como professores do Proeja. “Nós participamos do programa porque acreditamos que a transformação do mundo só vai acontecer através da educação”, ressaltou o professor do IFRS, Fábio Marçal.

Na oportunidade as alunas Josefa Moreira do Campus João Pessoa e Tatiana da Silva do Campus Sousa contaram suas experiências ao retomarem os estudos.

mulheres mil mulheres mil 2
proeja 1 Proeja 2

Daniela Espínola – jornalista do IFPB