Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias IFPB apresenta trabalhos no II FMEPT
Ações do documento
25/05/2012 às 16h49

IFPB apresenta trabalhos no II FMEPT

— registrado em:

Confira que trabalhos o IFPB vai levar para o II Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica, em Florianópolis

Com uma delegação de 72 pessoas, composta por servidores e estudantes, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba vai participar do II Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica, de 28 de maio a 01 de junho, em Florianópolis, Santa Catarina. Na programação oficial o IFPB vai contribuir com atividades culturais, técnicos-científicas, na mostra estudantil de inovação tecnológica e na apresentação de 81 pôsteres.

O Reitor do IFPB, professor João Batista de Oliveira Silva acredita que o Fórum Mundial será um momento importante de troca de experiências tanto para alunos quanto para professores. “Além de apresentar nossos trabalhos, eles vão participar de momentos que vão enriquecê-los, conhecendo trabalhos de outras instituições da mesma rede e de outros países, além conhecerem os profissionais que são ícones da pedagogia no Brasil”. Professor João Batista disponibilizou mochilas para identificar a delegação

Entusiasmo também não falta entre os alunos. Jordan Silva, pela primeira vez participando do Fórum, espera conhecer projetos interessantes na área de inovação tecnológica e sustentabilidade. “A expectativa é grande. O conhecimento adquirido no evento vai ser muito bom para mim que sou da área de tecnologia e eletrônica”, disse.

Pra você eu conto e toco será a atividade cultural apresentada por uma equipe de 12 componentes representando vários campi do instituto, destes nove são alunos. Eles vão apresentar músicas, poesias, contos e causos promovendo a interface artístico/cultural, através da integração dos integrantes do Grupo de Sax do IFPB e do jornalista e educador Filipe Donner. Fazem parte do repertório, que será apresentado no evento, músicas de Flávio José, Michel Jackson, Gagliard e do Maestro Duda.

As atividades técnicos-científicas apresentadas pelo IFPB serão duas mesas-redondas. A primeira, O Programa Mulheres Mil no IFPB: Qualificação Profissional na Perspectiva da Emancipação da Mulher, vai relatar a experiência de um dos programas da política de inclusão social realizados no instituto. A meta do programa é proporcionar o acesso à educação profissional e à elevação da escolaridade de mulheres em situação de vulnerabilidade social.

Já a outra mesa-redonda será sobre os desafios para a garantia da permanência do aluno do Programa Nacional de Interação da Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (Proeja) no ambiente escolar. O programa, vinculado ao ensino médio, é ofertado nos campi João Pessoa, Campina Grande, Sousa e Cajazeiras. O objetivo do programa é resgatar os jovens e adultos que tiveram seus percursos escolares interrompidos, oferecendo elevação escolar e profissionalização.

Os trabalhos que farão parte da Mostra Estudantil de Inovação Tecnológica são dos campi Cajazeiras e João Pessoa. Os trabalhos do campus de Cajazeiras foram desenvolvidos por docentes e discentes do Curso Superior de Tecnologia em Automação Industrial e têm em comum a sustentabilidade, pois utilizam materiais recicláveis no desenvolvimento dos projetos.

Um dos projetos irá mostrar como utilizar a energia solar para o aquecimento de água, para fins como banho e cozimento. Com o título Implementação e Desenvolvimento de um Coletor de Energia Solar de Baixo Custo, a pesquisa desenvolveu um coletor de energia solar feito com garrafas pet, latas de alumínio, canos de PVC e um reservatório de água. O sistema capta a energia solar e converte a luz em calor, fazendo com que o reservatório de água seja aquecido.

O segundo trabalho surgiu da necessidade didática durante as aulas da disciplina Controle de Processo. O trabalho, Desenvolvimento de um Protótipo de Sistema com Pêndulo para o Estudo de Controle de Processos, propõe a construção de um kit didático de baixo custo. Apesar de ser um estudo teórico, o protótipo em desenvolvimento pode servir na prática para o controle de outros dispositivos, como a velocidade de motores e o nível de líquidos em tanques.

A pesquisa Automação do Processo de Nível dos Reservatórios de Água do IFPB-Cajazeiras, Uma Aplicação Prática surgiu a partir da constatação de que o sistema de abastecimento de água do campus apresentava uma ineficiência provocada pelo desperdício de água e energia elétrica. Com o objetivo de solucionar o problema, o trabalho pretende desenvolver um mini Controlador Lógico Programado (CLP) de baixo custo, capaz de automatizar a operação do sistema de abastecimento de água no campus Cajazeiras.

Foi com o objetivo de auxiliar o trabalho em resgates, que um grupo de pesquisadores do IFPB campus João Pessoa criou o projeto Robô de Resgate. A proposta é desenvolver um pequeno robô que seja utilizado em locais de risco aos seres humanos. Com a máquina, o acesso ao ambiente de um desastre será ágil, permitindo que a localização de vítimas seja mais rápida. O robô irá fornecer informações mais precisas do local onde está a vítima, e assim, o bombeiro poderá ter mais segurança para entrar no ambiente e efetuar o resgate.

 

 foto 2  foto 4