Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias IFs-estratégia: Dilma sanciona projeto que cria o Pronatec
Ações do documento
27/10/2011 às 05h27

IFs-estratégia: Dilma sanciona projeto que cria o Pronatec

— registrado em:

O reitor do IFPB, professor João Batista de Oliveira Silva, disse que o Programa é um desafio para os IFs.

IFs-estratégia: Dilma sanciona projeto que cria o Pronatec

Pelo programa, serão criadas cerca de 8 milhões de vagas em cursos profissionalizantes

A presidente Dilma Rousseff sancionou no final da tarde de ontem (26) o projeto de lei que cria o Pronatec, programa de expansão da rede de atendimento da educação profissional e tecnológica.

Pelo programa, serão criadas cerca de 8 milhões de vagas em cursos profissionalizantes. De acordo com o Ministério da Educação, serão gastos R$ 24 bilhões no programa até 2014.

Para ampliar as vagas, o governo pretende construir 208 novas unidades dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia.
Para os estudantes de escolas técnicas privadas haverá a possibilidade de recorrer ao Fies (programa federal de financiamento estudantil).

Institutos Federais


O reitor do IFPB, professor João Batista de Oliveira Silva, comemorou a assinatura do documento e garantiu que o Pronatec é um projeto desafiador para os institutos federais de todo o País.

Ele afirmou que sem a participação dos IFs o Programa não terá a mesma eficiência. “Pronatec é uma política estratégica do governo federal para assegurar capacitação para os jovens, trabalhadores e adultos que não tiveram, oportunidade semelhante de qualificação profissional no passado”, defende.

No âmbito do Instituto Federal da Paraíba articula-se oferta imeditada de cursos de 160 horas/aula nos campi de João Pessoa, Campina Grande e Sousa.

No Campus João Pesssoa, por exemplo, a direção-geral está analisando propostas encaminhadas pelas coordenações dos cursos apontando as vocações e prioridades da unidade na capital no âmbito do Pronatec.

O professor João Batista informou que a Secretaria de Educação do Estado já contatou o Instituto Federal da Paraíba e pediu celeridade no processo de implantação das primeiras turmas dentro do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego (Pronatec).

A pró-reitora de extensão do IFPB, professora Edelcides Gondim, participou do evento em Brasília que consolidou o Pronatec e deve participar de outro encontro com os pro-reitores de extensão dos IFs para planificarem as ações do Pronatec em suas bases. Com o retorno dela será conhecido o número de vaga que será ofertada pelo IFPB ainda este ano e as projeções até 2014.

 

* Por Filipe Donner - Jornalista