Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias Inscrições abertas para o Parlamento Juvenil do Mercosul
Ações do documento
21/06/2012 às 10h18

Inscrições abertas para o Parlamento Juvenil do Mercosul

— registrado em:

Alunos do Ensino Médio de escolas públicas podem se inscrever até o dia 27 de junho.

Estão abertas até o dia 27 de junho as inscrições para o Parlamento Juvenil do Mercosul, projeto de participação juvenil que tem por objetivo analisar e propor,  junto com outros países, a escola de ensino médio que desejam. O projeto se propõe também a contribuir para a formação política e cidadã dos jovens, dando-lhes ferramentas para que participem ativamente dos grupos e comunidades de que fazem parte.

Podem se inscrever alunos do  Ensino Médio de escolas públicas, que não estejam no ano de conclusão e que tenham entre 14 e 17 anos. Para os alunos do IFPB, a documentação de inscrição deverá ser entregue pessoalmente na Coordenação do Ensino Médio da Sec. de Educação da Paraíba (Centro Administrativo Estadual, Jaguaribe, João Pessoa, Bloco 1, 5° andar).

Para se inscrever na primeira etapa é necessário preencher um questionário e escrever uma redação sobre “O ensino médio que queremos”, relacionando este tema com um dos 5 (cinco) eixos temáticos: inclusão educativa, gênero, jovem e trabalho, participação cidadã e diversidade.

Acesse aqui a ficha de inscrição e a folha de redação.

O resultado dos aprovados para a segunda etapa será divulgado no dia 01 de julho. Três (03) jovens serão selecionados pela Secretaria Estadual de Educação da PB. Entre os dias 01 e 03 de agosto, em Brasília, serão selecionados os 27 representantes, através de processo eleitoral democrático visando à legitimidade e à transparência do processo. Nesta etapa haverá atividades em grupo para integração e desenvolvimento de trabalhos temáticos para desenvolvimento de documentos que subsidiem o trabalho da delegação jovem brasileira.

O primeiro encontro ocorrerá na Colômbia, em agosto de 2012, onde os jovens representantes de todos os países começarão a se conhecer e a elaborar suas propostas sobre o ensino médio que desejam.

*Patrícia Nogueira - Jornalista Reitoria / Ascom