Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias Inscrições para o Enem começam segunda-feira e vão até 27 de maio
Ações do documento
09/05/2013 às 08h28

Inscrições para o Enem começam segunda-feira e vão até 27 de maio

— registrado em:

A seleção das vagas do ensino superior do IFPB para 2014 será através do resultado do Exame, que vai ser aplicado em outubro em todo o país

A edição 2013 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será realizada em 26 e 27 de outubro. A inscrição deverá ser feita de 13 a 27 de maio. O prazo final para o pagamento da inscrição de R$ 35 é 29 de maio. O edital com todas as informações do Enem publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 9, pode ser acessado nesse link.  O site do Enem 2013 onde o candidato poderá se inscrever estará disponível a partir das 10 horas de segunda-feira. O endereço será esse:  http://sistemasenem2.inep.gov.br/inscricaoEnem 

No primeiro dia de aplicação do Enem, os candidatos farão questões de ciências humanas e ciências da natureza. No segundo dia de provas, serão aplicadas as questões de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática. O resultado do Enem 2013 é a forma de seleção usada pelo IFPB para ingresso nos cursos superiores em 2014. 

Para a edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) desse segundo semestre, onde o IFPB vai ofertar as vagas do período 2013.2 no Ensino Superior, a inscrição ainda é com as notas do Enem de 2012. É o que esclarece a Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba, que atualmente possui 32 cursos superiores presenciais.

Entre as mudanças no edital 2013, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou mais rigor na correção das redações. Este ano, a discrepância entre as notas dos dois corretores independentes não pode ultrapassar 100 pontos – no ano passado, a discrepância era de 200 pontos. Se houver discrepância maior de 100 pontos, a redação passa por um terceiro corretor. Caso a discrepância permaneça, a correção é feita por uma banca de especialistas.

A estimativa do Ministério da Educação é de que, com esta alteração no processo de correção, uma em cada três redações sejam encaminhadas ao terceiro corretor. “A avaliação nossa é que foi muito positivo o êxito que tivemos. Mesmo assim a gente aprende. A vista pedagógica das redações é exatamente para ter um debate e aprimoramento do processo”, salientou o ministro. Segundo ele, os corretores também receberão aprimoramento no treinamento.

A partir desta edição também está prevista a anulação das redações que apresentem partes do texto deliberadamente desconectadas com o tema proposto. A mudança está prevista com a inclusão do item 14.9.5 no edital do Enem.

As redações são corrigidas com base em cinco competências, que valem de zero a 200 pontos. Redações com discrepâncias maiores que 80 pontos entre as competências também são corrigidas por um terceiro corretor. O novo edital do Enem prevê maior exigência no nível cinco da competência I – demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita. Desvios gramaticais ou de convenções de escrita serão aceitos como excepcionalidade e quando não caracterizarem reincidência.

Logística – A previsão do MEC é de que mais de 6 milhões de pessoas façam o Enem este ano. A prova será realizada em 1.632 municípios brasileiros, em 15.000 locais de aplicação. A aplicação envolverá 600.000 profissionais, entre coordenadores, chefes de sala, fiscais e apoio. Este ano, o processo de certificação do Enem contará com 3.622 pontos de atenção.

Entre as melhorias desta edição do Enem, o MEC vai oferecer atendimento telefônico para todos os participantes que solicitarem atendimento específico e diferenciado.

Editado do Portal MEC