Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias Mais de 19 mil se inscrevem para as 930 vagas do IFPB
Ações do documento
21/01/2011 às 11h06

Mais de 19 mil se inscrevem para as 930 vagas do IFPB

— registrado em:

O MEC ainda pode reabrir as inscrições do Sistema de Seleção Unificada, atendendo à decisão judicial.

 

Até as 23h59 (hora de Brasília), 19.265 pessoas se inscreveram para as 930 vagas ofertadas pelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). São 27 cursos em nove campi. Para as mais de 83 mil vagas ofertadas por instituições de todo o país, foram registradas 2.020.157 inscrições por 1.080.194 candidatos.

O Pesquisador Institucional do IFPB, Antonio Feliciano Xavier Filho, lembra que a concorrência é diferenciada, conforme as cotas das ações afirmativas adotadas pela instituição. Nesse ano, o IFPB adotou um sistema de reservas para quem mora na Paraíba ou em Estados vizinhos. Com exceção do Campus João Pessoa, todos os campi decidiram reservar 60% de vagas nos cursos para candidatos nascidos na Paraíba ou que tenham iniciado a sua residência no Estado antes de 2 de julho de 2010. Há ainda cota de 20% das vagas para candidatos do Ceará, Pernambuco ou Rio Grande do Norte, que também não será utilizada para os cursos da Capital.

As ações foram pensadas tendo em vista a desistência de candidatos de Estados longínquos que estavam aprovados no sistema on-line, na versão anterior do Sisu. Também são adotadas reservas de 10% das vagas no Campus de Sousa para candidatos que moram em assentamentos de reforma agrária, nos cursos de Medicina Veterinária e Agroecologia. A instituição ainda reserva 5% das vagas para pessoas portadoras de necessidades especiais.

MEC estuda nova prorrogação da inscrição

Desde que informado da decisão do juiz Alberto Nogueira Júnior, da 10ª. Vara Federal do Estado do Rio de Janeiro, que prorrogou as inscrições do SiSU até o dia 26 de janeiro apenas para os estudantes daquele estado, o Ministério da Educação estuda como cumpri-la.

O sistema Sisu não consegue isolar apenas os estudantes daquele estado. Além do que, em isolando, estaria configurando uma quebra da isonomia, uma vez que o concurso é nacional, envolve estudantes de todos os estados da federação e 83 instituições, entre universidades federais, institutos federais, cefets e universidades estaduais de todo o país.

Quanto à alegação do juiz de que o número de inscritos no sistema, de aproximadamente um terço dos alunos que prestaram o Enem, caracterize inacessibilidade, o Ministério da Educação esclarece que dentre os 3,2 milhões de estudantes que se submeteram as provas estão incluídos aqueles que o fizeram apenas para conseguir a certificação do ensino médio; os que pretendem vagas no Prouni; os que pretendem bolsas no FIES; os treineiros e, finalmente, aqueles que ao tomar conhecimento das notas de corte, já se consideraram impossibilitados de disputar uma vaga.

A média histórica de estudantes que prestaram o Enem e se inscrevem no SiSU e no Prouni é de cerca de 30%, índice superado este ano com a inscrição de mais de um milhão de candidatos. A Advocacia Geral da União estuda uma maneira de dar cumprimento a decisão liminar.

Com a data mantida, o resultado com a lista de aprovados na primeira chamada pode ser divulgado na segunda-feira, 24, e estará disponível no sítio do Sisu e na Central de Atendimento do MEC, no telefone 0800.616161. O cronograma definiu a matrícula na instituição nos dias 27, 28 e 31 de janeiro.

 

Ana Carolina Abiahy (com dados da Assessoria de Comunicação do MEC)