Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias Mais trabalhos do IFPB são apresentados no II FMEPT
Ações do documento
31/05/2012 às 09h05

Mais trabalhos do IFPB são apresentados no II FMEPT

— registrado em:

No segundo dia da Mostra de Pôsteres o instituto teve 21 trabalhos aprovados

Nesta quarta-feira (30), segundo dia da Mostra de Pôsteres do II Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica, o IFPB participou com trabalhos em áreas diferenciadas como educação, recursos naturais e sustentabilidade.

Dentre os diversos projetos, a professora do Campus Cabedelo, Maize Sousa, destacou que a oportunidade de apresentar trabalhos e conhecer novos projetos é única. “Ouvimos e conhecemos novas pesquisas, saímos enriquecidos”. Uma participante se interessou muito pelo trabalho da professora sobre o programa Certific. “Ela tirou dúvidas e até anotou alguns procedimentos e passos expostos no pôster para colocar em prática no projeto que ela está implantando no instituto dela”, contou a docente.

Já o trabalho apresentado pelo estudante do Campus Sousa, Luís Fernando Batista, aborda questões relacionadas a apreensão de animais selvagens vítimas de tráfico no sertão paraibano. A finalidade do projeto é fazer um mapeamento para saber quais animais são alvo do tráfico e verificar em que condições eles foram apreendidos.

“Está sendo incrível. Vi outros projetos na mesma área. É uma boa oportunidade para trocar conhecimentos. Eu aconselho os estudantes do IFPB a participar do próximo fórum, porque além de tudo é um evento que conta muito no currículo”, disse entusiasmado o estudante.

Outro trabalho trazido pelo Campus Sousa, foi apresentado pelo professor Oscar Mariano Hafle. O projeto, fruto da pesquisa de um grupo de iniciação científica com alunos do ensino médio, estuda o umbuzeiro. Esta planta de grande importância econômica no Nordeste, está extinta em algumas áreas. A finalidade do estudo é desenvolver, através da germinação de sementes, a produção de mudas de melhor qualidade.

“Pensei que não iria participar do Fórum, porque o IFPB tinha muitos trabalhos bons. Felizmente a gente teve a oportunidade para divulgar o instituto e a pesquisa que a gente está desenvolvendo”, disse satisfeito o professor.

Durante a exposição dos pôsteres, a troca de experiências e conhecimento entre pesquisadores é um dos destaques. Mas tem expositores que realmente vestem a “camisa” quando vão apresentar seus trabalhos.

Foi o caso da estudante do IFC, Cláudia Cavalcante, que se caracterizou de um personagem de RPG e chamou muita atenção ao apresentar o trabalho desenvolvido por ela e um colega. O trabalho desenvolveu um RPG eletrônico que utiliza o jogo de forma educativa. “O aluno joga, ao mesmo tempo aprende matemática e tem noções de cidadania”, explicou Cláudia.

estudante estudante luis
estudante FMEPT professor oscar

 

Daniela Espínola – jornalista do IFPB