Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias Mestrado em Engenharia Elétrica do IFPB é aprovado pela Capes
Ações do documento
21/12/2011 às 09h38

Mestrado em Engenharia Elétrica do IFPB é aprovado pela Capes

— registrado em:

Este será o primeiro mestrado oferecido pelo Instituto

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) aprovou na tarde desta terça-feira, dia 20, a proposta de criação do curso de pós-graduação Stricto Sensu (mestrado) na área de engenharia elétrica. Este será o primeiro mestrado a ser oferecido pelo Instituto Federal de Educação da Paraíba (IFPB) e o segundo na Paraíba na área de telecomunicações.

O mestrado em engenharia elétrica será ofertado no Campus João Pessoa e irá atender a uma forte demanda da comunidade acadêmica interna e de outras universidades. “O Estado possui uma série de profissionais que procuram por qualificação, além dos nossos alunos e egressos, que há algum tempo já têm nos cobrado por um mestrado”, afirma o Coordenador do Programa, Professor Jefferson Costa e Silva.

 "A pós-graduação chega no Campus João Pessoa, pioneiro por ser o mais antigo do IFPB, num momento em que nós nos preparamos para ela, e não precisamos fazer muitos investimentos, porque eles já foram realizados", afirma o Diretor-Geral do Campus João Pessoa, Joabson Nogueira. "Obviamente iremos investir em melhorias de alguns laboratórios por se tratar de um Mestrado. Agora estamos mais próximos do funcionamento de um programa de pós-graduação, e não queremos ter somente um curso, queremos que o Mestrado seja bem avaliado e consolidado e quem sabe partir para o Doutorado", explica.

Poderão concorrer ao mestrado, concluintes de Bacharelado em Engenharia Elétrica, Tecnologia em Sistemas de Telecomunicações, Tecnologia em Telemática e outras áreas correlatas. “A aprovação do mestrado foi uma conquista coletiva, onde todos nós, no passado ou no presente, contribuímos ou estamos contribuindo com o nosso trabalho. O IFPB está de parabéns”, afirma a Pró-Reitora de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação, Nelma Mírian Chagas de Araújo. “Este curso abrirá muitas portas para a Instituição, inclusive, para que outras áreas também possam sonhar com a sua pós-graduação”, completa a Pró-Reitora.

Compreenda como surgiu a proposta do curso – A primeira proposta do curso de pós-graduação Stricto Sensu em engenharia elétrica do IFPB foi submetida à CAPES em 2010, na modalidade mestrado profissional. No entanto, a comissão avaliadora percebeu o potencial do Instituto em oferecer o curso na modalidade de mestrado acadêmico, e não profissional.  “Assim, a primeira proposta enviada foi reprovada e, em junho de 2011, enviamos um novo projeto para o mestrado acadêmico”, explica o professor Jefferson.

Segundo o professor Jefferson a aprovação foi o resultado de uma evolução natural de um trabalho que teve início há 17 anos, em 1994: “Foi mais um degrau alcançado pela área de engenharia do IFPB, mostrando o desenvolvimento que temos tido nos últimos anos”.

Durante o processo de avaliação, a comissão da CAPES se reuniu com o Reitor João Batista de Oliveira Silva e o Diretor-Geral do Campus João Pessoa, Joabson Nogueira e ambos garantiram o apoio ao programa de mestrado. “O professor João Batista demonstrou interesse e boa vontade em apoiar o nosso programa”, destaca Jefferson.

A comissão organizadora do projeto foi composta pelos professores: Jefferson Costa e Silva, Alfredo Gomes Neto, Silvana Cunha Costa, Suzete Correia e Paulo Henrique da Fonseca.

A área de concentração do mestrado será em telecomunicações e terá duas linhas de pesquisa: Eletromagnetismo Aplicado e Processamento de Sinais. A previsão de início das aulas é em 2012. “Está sendo formada uma comissão para a construção do regimento interno, normas didáticas e outros procedimentos de estruturação do curso”, afirma Jefferson.

Equipamentos Engenharia EletricaInfra-estrutura e Corpo Docente de destaque – A estrutura física oferecida pelo IFPB para o mestrado foi ampliada com a entrega de novos equipamentos e dois novos blocos no Campus João Pessoa que abrigam novas salas de aulas e laboratórios. “Serão destinados 06 laboratórios, 01 sala de aula, 01 sala de secretaria do programa, biblioteca e ainda salas de trabalho para os professores. Estes pontos foram muito bem avaliados pela Capes”, destaca Jefferson. O corpo docente é outro ponto positivo, uma vez que será composto em sua totalidade por doutores, sendo 11 efetivos do IFPB e 02 professores visitantes da UFRN.

*Daniela Espínola e Patrícia Nogueira - Jornalistas do IFPB

Foto: Petrônio Lins - Técnico em Audio-visual