Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias Proext divulga resultado final para monitores de Construção Civil
Ações do documento
23/12/2013 às 13h40

Proext divulga resultado final para monitores de Construção Civil

— registrado em:

Pró-reitora informa que as 320 vagas destinadas a mulheres estão preenchidas

Proext divulga resultado final para monitores de Construção Civil

Pró-reitora de Extensão, Edelcides Gondim

A Pró-Reitoria de Extensão (Proext) do IFPB divulgou o resultado final da seleção pra estudantes da instituição que vão atuar como monitores do Projeto de Qualificação Profissional de Mulheres para a Construção Civil. Foram classificados 22 estudantes dos campi Cajazeiras, João Pessoa e Monteiro. Clique aqui pra ter acesso ao documento.

O Projeto prevê a capacitação de 320 mulheres. Elas foram selecionadas em comunidades de baixa renda nessas cidades onde o IFPB tem campi. A pró-reitora de Extensão, Edelcides Gondim, destaca que a Coordenação do Programa Mulheres Mil nos campi auxiliou na seleção. As alunas só precisavam ter concluído o ensino fundamental.

“Tivemos uma grande procura. Até achávamos que não íamos conseguir atender só mulheres e estávamos preparados para incluir homens no preenchimento das vagas. Mas elas estão mesmo dispostas a trabalhar na construção civil”, comentou a professora Edelcides. Os cursos terão 220 horas de duração e as alunas vão receber uma bolsa mensal de R$ 200 para auxiliar na permanência.

A pró-reitora destaca que já foi feita licitação de materiais para aulas, incluindo um contêiner para o laboratório móvel onde algumas aulas devem acontecer. Equipamentos de consumo e materiais para as aulas também já foram licitados. Os materiais didáticos estão sendo elaborados durante o mês de janeiro pelos professores conteudistas. “Em seguida, passam para os revisores e diagramadores, todos estão contratados para o serviço”, apontou Edelcides

Serão ministrados cursos de Pintora de Obras, Aplicadora de Revestimento Cerâmico e Auxiliar de Gerenciamento de Obras. A seleção para as mulheres contou com auxílio das Secretarias de Desenvolvimento Social dos municípios e da Secretaria das Mulheres na Capital. A iniciativa é em parceria com a Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

A intenção também é de elevação da escolaridade com encaminhamento a outros cursos no futuro. Após o curso, as alunas serão encaminhadas ao mercado em parceria com o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon) e Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (Sintricon), tendo acompanhamento por cerca de seis meses. A escolha pela área é devido ao crescimento do mercado.

 

Texto: Ana Carolina Abiahy – jornalista do IFPB

Foto: Wagner Varela - aluno do Pronatec