Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias Proext seleciona 44 monitores no Curso de Construção Civil
Ações do documento
24/10/2013 às 18h15

Proext seleciona 44 monitores no Curso de Construção Civil

— registrado em:

Inscrições vão até dia 1º de novembro em três campi. Remuneração mensal é de R$ 600

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), através da Pró-Reitoria de Extensão (Proext) abriu seleção para 44 vagas de alunos monitores com objetivo de atuar no Projeto “Capacitação de Recursos Humanos para a Competitividade: Qualificação Profissional de Mulheres para a Construção Civil”. Pode se inscrever discente concluinte (último semestre) do curso Técnico de Edificações ou Curso Superior de Tecnologia em Construção de Edifícios, regularmente matriculado nos Câmpus João Pessoa, Cajazeiras e Monteiro.

A inscrição termina no dia 1º de novembro e deve ser feita no Protocolo do Campus. Os monitores serão remunerados com R$ 600,00 por mês, durante seis meses, sendo R$ 500,00 de bolsa e R$ 100,00 para despesas de locomoção e alimentação. Eles atuarão como monitores do Eixo Técnico dos cursos Pintora de Obras, Aplicadora de Revestimento Cerâmico e Auxiliar de Gerenciamento de Obras, a ser ministrado para mulheres que tenham o Ensino Fundamental.

Será exigido dos candidatos domínio de conteúdos compatíveis com o eixo técnico dos cursos ofertados pelo Projeto de Qualificação Profissional. No edital, todo esse conteúdo está descrito, assim como outros detalhes. Acesse aqui o Edital e os anexos pertinentes que devem ser entregues na inscrição.

A seleção será por análise curricular e prova didática de 30 minutos sobre os assuntos do Eixo técnico a ser ministrado nos cursos de qualificação. A prova deve ser aplicada de 8 a 12 de novembro, no campus. A seleção leva em conta a participação em monitoria e projetos de extensão e congressos. Não se pode ter vínculo empregatício enquanto atuar no Projeto.

Os cursos de qualificação devem ter 320 alunas distribuídas entre as cidades, selecionadas em função do critério de vulnerabilidade social. Os cursos têm 220 horas aula e o projeto é feito em parceria com a Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

 

Ana Carolina Abiahy – jornalista do IFPB