Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias Professor da Universidade de Oklahoma se reúne no IFPB para iniciar projeto multidisciplinar
Ações do documento
18/07/2013 às 09h28

Professor da Universidade de Oklahoma se reúne no IFPB para iniciar projeto multidisciplinar

— registrado em:

Objetivo é promover o desenvolvimento de pequenas comunidades rurais

Depois da assinatura do memorando de intenções entre o IFPB e a Oklahoma State University (OSU) nesta quarta-feira (17) o primeiro compromisso do professor do departamento de psicologia, Charles Abramson que representou a Universidade, foi uma reunião no Laboratório de Solos do Campus João Pessoa.

O encontro foi coordenado pelo professor Paulo Alves Wanderley do curso de Agroecologia do Campus Sousa. O objetivo é iniciar a elaboração de um projeto multidisciplinar que vai traçar as linhas de desenvolvimento agrícola, não agressivas ao meio ambiente, com inovações tecnológicas e de fácil acesso que possam promover o desenvolvimento sustentável em 20 comunidades de quatro microrregiões da Paraíba.

Participaram da reunião os professores do Curso Superior de Gestão Ambiental, Antônio Cícero de Sousa, Sinara Nicodemos, Maria Deise Duarte e Gilcean Alves, a professora de Biologia Rosiclea D´Andrea, Polyana de Brito técnica do Laboratório de Meio Ambiente, Nadja Rodrigues do Núcleo de Inovação Tecnológica e a Assessora Internacional, Verônica Edmundson. Cada um dos participantes fez um breve relato de sua atuação e explicou de que forma pretende atuar no projeto.Reunião professor Charles Abramson

Segundo o professor Paulo Alves Wanderley a expectativa é que o grupo finalize o pré-projeto em 15 dias. Depois dessa etapa o projeto será submetido ao programa PNUD da UNESCO, cuja aprovação vai depender do Ministério da Ciência e Tecnologia e ao Ministério das Relações Exteriores. “Uma vez aprovado o projeto ele será executado num prazo de 5 anos” disse.

O representante da Universidade de Oklahoma, professor Charles Abramson, é conhecedor de várias tecnologias simples que serão adaptadas dentro de uma metodologia que permita o acesso dos pequenos agricultores da nossa região. Ele vai permanecer em torno de 30 dias na região de Sousa onde será feita a redação de parte do projeto.

 

Fotos: Danielle Abreu estagiária de fotografia

*Ascom do IFPB