Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias Projeto Sala de Leitura da Proext atende a alunos da comunidade
Ações do documento
17/07/2013 às 09h25

Projeto Sala de Leitura da Proext atende a alunos da comunidade

— registrado em:

Mais de 500 atendimentos já foram realizados neste ano.

Com o objetivo de ampliar as oportunidades de leitura e acesso a internet para estudantes da rede pública e moradores de comunidades carentes, o IFPB, através da Pró-Reitoria de Extensão, desenvolve o projeto sala de leitura.

O projeto faz parte do Programa Educação Digital, iniciado em 2012, que visa democratizar o acesso às tecnologias da informação, através da oferta de cursos de qualificação profissional na área de informática.

Em 2012, o projeto Sala de Leitura – Despertar Virtual atendeu a cerca de 2.400 alunos. Em 2013, este número já chega a marca dos 560. “Estamos preparados para atender a crianças, jovens e adultos, oriundos de escolas públicas e comunidades carentes na região”, comenta a Coordenadora Pedagógica do projeto, Lourdes Sales de Macedo.

sala de leitura - informaticaA sala de Leitura, localizada no térreo da Pró-Reitoria de Extensão, dispõe de um espaço para acesso à internet, com 10 computadores e uma biblioteca com um acervo de aproximadamente 500 livros, que vão desde literatura infantil até livros do ensino médio e enciclopédias.

“Um dos aspectos positivos do projeto é tirar os jovens das ruasaluna da sala de leitura e da ociosidade e incentivar o retorno aos estudos”, disse Lourdes Macedo. Um exemplo disso é a jovem Simone Maria da Silva, que ficou sabendo do projeto através de uma vizinha. “Estou aproveitando muito este aprendizado e tenho certeza que será útil para a minha vida. Pretendo também voltar a estudar”, enfatizou a aluna, que faz o curso de informática básica e freqüenta a sala de leitura.

Todo este programa é desenvolvido com a participação de 10 bolsistas, alunos do IFPB, que atuam como monitores e instrutores dos cursos de informática básica e montagem e manutenção de computadores. São 4 monitores da sala de leitura  e 06 instrutores. Há ainda o curso de Audio-visual, previsto para começar nos próximos meses.

Armistron SantosPara Armistron Santos Leal, estudante de Negócios Imobiliários no IFPB e monitor da sala de leitura, a experiência de fazer parte deste projeto está sendo positiva: “É um prazer atender a comunidade e oportunizar o acesso à internet e a inclusão digital e ver como essas pessoas estão se capacitando”, afirmou. Já para Adjamilton Medeiros Júnior, instrutor de informática básica, Adjamilton Medeiroso programa está enriquecendo seu currículo: “Como eu pretendo ingressar no mestrado após terminar a graduação, este projeto irá me abrir portas. Gosto muito de trabalhar com a comunidade e já tive boas experiências”, afirmou o instrutor, que é aluno do curso de Engenharia Elétrica.

Ao todo, estão freqüentando os cursos de informática básica e montagem e manutenção de computadores, 69 alunos. O curso de informática básica funciona nos turnos manhã e tarde e o de montagem no turno da tarde. A Lourdes Macedosala de aula dispõe de 24 computadores. O público-alvo do projeto são os alunos da rede pública de ensino e moradores de comunidades de baixa renda.  “Já temos uma relação com vários inscritos na lista de espera. A medida que uma turma vai sendo concluída, entramos em contato com o aluno e informamos o início da turma seguinte.”, comemora Lourdes Macedo. Para a coordenadora, o sucesso do programa se deve ao comprometimento e participação de todos. “Estamos muito satisfeitos com os resultados que alcançamos e com o desempenho dos bolsistas. Avançamos no aspecto da qualidade ofertada ao público. A competência de todo o grupo que integra o programa é inquestionável”, conclui.

 

*Patrícia Nogueira - Jornalista do IFPB / Reitoria / Ascom