Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias Pronatec foi apresentado à equipe técnica da extensão
Ações do documento
11/07/2011 às 16h10

Pronatec foi apresentado à equipe técnica da extensão

— registrado em:

Pro-Reitora Edelcides Gondim explicou objetivos do programa que vai intensificar a parceria entre o IFPB e o governo do estado. Sistema S também deve se engajar

A Pró-Reitora de Extensão do IFPB, professora Edelcides Gondim, apresentou, nesta segunda-feira (11), o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) à equipe técnica da extensão. O Pronatec tem o objetivo de expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos técnicos e profissionais de nível médio, e de cursos de formação inicial e continuada para trabalhadores. A medida intensifica o programa de expansão no país.

O programa, que está tramitando em regime de urgência, no Congresso Nacional, deverá ser aprovado nos próximos dias. Em âmbito local, o projeto já foi encaminhado para avaliação do Conselho Diretor do IFPB. O Pronatec pretende ainda fomentar e apoiar a expansão da rede física de atendimento da educação profissional e tecnológica; contribuir para a melhoria da qualidade do ensino médio público, por meio da educação profissional; além de ampliar as oportunidades educacionais dos trabalhadores por meio do incremento da formação profissional.

O programa apresenta as seguintes ações: ampliação de vagas e expansão da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica; fomento à ampliação de vagas e à expansão das redes estaduais de educação profissional; neste caso, o Pronatec se adequa à política de expansão da educação profissional do Governo do Estado da Paraíba. Outra iniciativa relevante é o incentivo à ampliação de vagas e à expansão da rede física de atendimento dos Serviços Nacionais de Aprendizagem.

Os incentivos financeiros do programa são bastante arrojados, contemplando a oferta de bolsa-formação, financiamento da educação profissional e tecnológica; além do fomento à expansão da oferta de educação profissional e técnica de nível médio na modalidade de educação à distância.

Trocando em miúdos, um aspecto interessante do projeto é a injeção de recursos na área da educação profissional e tecnológica que vai beneficiar o corpo técnico e docente dos Institutos Federais e as instituições privadas de ensino profissional e tecnológico. Vale ressaltar, também, a disseminação da cultura da formação profissional em, praticamente, todas as ocupações profissionais: o Pronatec pretende capacitar todas as atividades profissionais, do agente de limpeza urbana à bordadeira artesanal.

Segundo Edelcides Gondim, o projeto ainda precisa ser aprovado no Congresso Nacional e também discutido de forma mais ampla na comunidade institucional. No entanto, ela alerta para exiguidade dos prazos, uma vez que a data para encaminhamento dos planos de cursos contemplados nos 12 eixos temáticos do Pronatec já está aberta desde o dia 13 de junho. Para alguns, o Pronatec se identifica bastante com as raízes culturais da educação profissional e tecnológica do País.

 

Crisvalter Medeiros – jornalista IFPB