Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias PRPIPG divulga classificados no Programa Ciência sem Fronteiras
Ações do documento
29/12/2011 às 14h31

PRPIPG divulga classificados no Programa Ciência sem Fronteiras

— registrado em:

O resultado é parcial e diz respeito à seleção interna para os alunos que desejam concorrer a bolsas em instituições estrangeiras

A Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós Graduação (PRPIPG) do IFPB divulgou resultado parcial dos estudantes classificados no edital do programa nacional Ciência sem Fronteiras, na seleção interna que é a primeira etapa. Clique aqui para ver o resultado da seleção interna elaborada pelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba.

Esse é um resultado parcial, ainda é possível entrar com recurso conforme diz o edital de seleção. Os estudantes Caio Souza Florentino, José Augusto Gomes Neto, Mateus dos Prazeres Ferreira e Tiago Alves de Almeida foram considerados aptos a disputarem o ingresso em um universidade estrangeira através do programa Ciência Sem Fronteiras, instituído pelo Governo Federal. Outros dois estudantes do IFPB também se inscreveram.

O documento assinado pela pró-reitora da PRPIPG, Nelma Miriam Araújo, ressalta que os alunos precisam atingir proficiência em língua estrangeira e que têm um prazo de 20 dias para alcançar a pontuação exigida em instituições do exterior. “A classificação do bolsista pelo IFPB não garante a inserção deste no referido programa, dependendo a sua efetivação das análises efetuadas ainda pelo CNPq e pela universidade de destino”, frisa a professora Nelma.

O Programa Ciência sem Fronteiras é desenvolvido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e pelo Ministério da Educação. O objetivo é através do intercâmbio e da mobilidade internacional estimular as áreas de C&T. O IFPB também se compromete a receber mais alunos estrangeiros devido ao ingresso no programa. Além da PRPIPG, a Assessoria para Assuntos Internacionais do IFPB participa do processo de seleção.

As bolsas terão duração de seis meses, podendo chegar a 12 meses, quando o plano de atividades incluir estágio de pesquisa ou inovação/tecnologia em indústria, centro de pesquisa ou laboratório. Não será permitida a prorrogação de bolsa.

As mensalidades da bolsa (US$ 870,00) serão pagas trimestralmente, nos meses de janeiro, abril, julho e outubro, mediante depósito em conta bancária no exterior, a qual deverá ser aberta pelo bolsista após sua chegada ao país de destino. Os demais itens serão pagos ao bolsista antes do embarque para o exterior, diretamente em sua conta bancária no Brasil.

 

Ana Carolina Abiahy – jornalista do IFPB