Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Reitoria Notícias PRPIPG divulga resultado final das bolsas PIBITI e PIBICT Superior
Ações do documento
01/09/2011 às 14h18

PRPIPG divulga resultado final das bolsas PIBITI e PIBICT Superior

— registrado em:

O CNPq definiu 40 bolsas na cota anual para o IFPB o que altera o quadro de alguns projetos selecionados para o Campus João Pessoa

PRPIPG divulga resultado final das bolsas PIBITI e PIBICT Superior

CNPq concedeu 40 bolsas PIBITI e três Pibic

A Pró-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação (PRPIPG) divulgou o resultado final dos projetos aprovados para Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (PIBITI) com recursos do CNPq. O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico aprovou recursos para 40 bolsas nos projetos PIBITI aprovados no IFPB. Outros seis projetos foram aprovados para execução no Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba, mas, sem direito à bolsa.

Com a divulgação final, a PRPIPG teve de alterar o resultado também das bolsas aprovadas no Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica e Tecnológica (PIBICT) para alunos do Ensino Superior, no Campus João Pessoa. Foram aprovados 25 projetos com bolsa. O aumento da cota do CNPq possibilitou que alguns projetos inicialmente aprovados sem bolsa passassem a ter direito ao benefício. Os resultados finais do PIBITI e PIBICT podem ser conferidos no link http://www.ifpb.edu.br/reitoria/pro-reitorias/prpipg/editais

As bolsas PIBITI têm valor mensal de R$ 360 e as PIBICT com recursos do IFPB são de R$ 250 mensais. Anualmente, a instituição vem aumentando o número de bolsas de pesquisa concedidas a servidores e estudantes. O índice crescente de produtividade científica do IFPB também faz com que o CNPq aumente os recursos para a instituição. Ano passado, foram concedidas 38 bolsas PIBITI, voltadas somente para a área tecnológica e esse ano foram 40. O CNPq também concedeu três bolsas de no Programa de Iniciação Científica (Pibic) para projetos do Bacharelado em Medicina Veterinária, Licenciatura em Química e Bacharelado em Administração. As bolsas são no valor de R$ 360.

Esse ano, a instituição ofertou 87 bolsas Pibict para estudantes dos cursos superiores e 71 bolsas Pibict Jr para estudantes dos cursos técnico/ensino médio, de R$ 180 mensais, mas somente 20 projetos foram aprovados. Foram classificados 62 alunos, sendo que outros projetos foram aprovados, mas não conseguiram ser classificados para a obtenção da bolsa. A bolsa Pesquisador, concedida a professores ou técnico-administrativos, teve 27 projetos classificados, sendo que o IFPB ofertou 46 bolsas, distribuídas nos nove campi, no valor mensal de R$ 500.

Os pesquisadores com projetos não aprovados com bolsa se engajam como voluntários e podem ascender à condição de bolsistas, dependendo do remanejamento de recursos a ser decidido pelas coordenações dos campi, já que foi ofertado um número maior de bolsas do que o de classificados. Outros editais para preencher vagas remanescentes devem ser divulgados após a greve.

Os projetos revelam a amplitude da atuação do IFPB nas áreas de ensino, englobando Computação, Eletricidade, Automação, Educação, Meio Ambiente, História, Construção, Alimentação, entre outras. Cada bolsa tem a validade de 12 meses.

O início da vigência das bolsas estará condicionado ao término da greve, haja vista a necessidade de realização de reunião com os bolsistas e voluntários para tratar dos direitos e deveres destes, bem como para assinatura do Termo de Aceitação de Bolsa ou do Termo de Serviço Voluntário.

 

Ana Carolina Abiahy – jornalista do IFPB