Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Campi Campina Grande Notícias Aluno do Campus Campina é o representante da Paraíba no Parlamento Juvenil do Mercosul
Ações do documento
18/01/2013 às 18h50

Aluno do Campus Campina é o representante da Paraíba no Parlamento Juvenil do Mercosul

— registrado em:

Saiba quem é o jovem de apenas 16 anos que viaja pela América do Sul discutindo melhorias para o Ensino Médio na região.

Ele tem apenas 16 anos, mas já desenvolve um trabalho de gente grande. Lucas de Luna, aluno do 2º Ano do curso Técnico Integrado em Informática do Campus Campina Grande do IFPB, foi eleito em agosto do ano passado o representante da Paraíba no Parlamento Juvenil do Mercosul. Até 2014, o paraibano se reúne com outros 26 representantes brasileiros e alunos da Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Chile e Venezuela para discutir os rumos do Ensino Médio nesses países.

Natural de Alagoa Nova, Lucas pretende dar continuidade aos estudos na área de Informática e ingressar no curso superior de Ciências da Computação. O jovem sonha em ser professor e pesquisador na área da computação.

Em entrevista ao portal do IFPB, Lucas conta como foi sua entrada no PJM, suas experiências e os trabalhos desenvolvidos como parlamentar.

O que o motivou você a ser um Parlamentar Juvenil do Mercosul?

-O que me motivou, sobretudo, foi a proposta apresentada pelo Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM), do desenvolvimento de um trabalho que visa o debate e levantamento de propostas que possibilitam a melhoria da qualidade do Ensino Médio dos países que compõem o Mercosul. A partir do momento que tomei conhecimento do projeto considerei impar a oportunidade de representar meu estado, e contribuir para a estruturação de um ensino secundarista mais acessível e com maior qualidade. Dessa forma, a minha participação, se caracteriza como uma experiência extremamente enriquecedora e que com certeza pode refletir em bons frutos, pessoais, que se estendem a todos os estudantes do ensino médio.

O que você teve que fazer para garantir sua entrada?

-Para chegar a ser Parlamentar, representante do Estado da Paraíba, passei por duas seletivas, uma a nível Estadual, e outra a nível Nacional. A Seletiva Estadual se deu por meio de redação, que devia ter como base o tema “O Ensino que Queremos”, sendo selecionadas as redações de 3 estudantes do estado. Na seletiva nacional todos os selecionados de cada estado estiveram reunidos em Brasília, onde participaram de palestras e debates por meio dos quais, puderam se familiarizar com as temáticas trabalhadas pelo PJM e analisar o perfil de cada candidato; após esse período inicial, houve o processo de eleição para escolha dos Parlamentares representantes de cada Estado, sendo eleito um dos três estudantes classificados para etapa nacional, na ocasião, fui eleito para representar o Estado da Paraíba.

Que tipo de trabalho (projeto) você vem desenvolvendo como parlamentar?

-A nível Nacional e do Mercosul estive trabalhando até o presente momento junto com os parlamentares brasileiros e dos demais países na análise do panorama educacional do nosso bloco, a partir de debates realizados nas reuniões internacionais do PJM, que culminaram em propostas que formaram a Declaração Internacional do Parlamento Juvenil do Mercosul, apresentada na XIV Cúpula Social do Mercosul em Brasília e entregue ao ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho. A nível estadual tenho trabalhado e criado propostas para fomentar a aproximação da classe estudantil ao projeto, dentre as quais, posso pontuar a ideia da realização da Conferência Estadual do Parlamento Juvenil do Mercosul, que contaria com a participação dos estudantes do nosso estado, a fim de estarmos discutindo o contexto do Ensino Médio na Paraíba e no Brasil; Essas ações são de suma importância para o bom andamento do projeto, pois os estudantes têm muito a declarar sobre sua realidade educacional, e portanto devem ser ouvidos.

Um parlamentar como você participa muito de conferências, seminários, encontros... para você, o que aconteceu de mais marcante até agora?

-O mais marcante foi o contato com os parlamentares dos outros países do Mercosul, nos dois Encontros Internacionais do PJM realizados, sendo o primeiro em Medellín, Colômbia e o segundo em Brasília – DF. Tais encontros proporcionaram um contato com idiomas e culturas diferentes, o que com certeza foi uma experiência enriquecedora.

Você pensa em ser um deputado ou senador da república? Que experiência você acha que será importante para o resto da sua vida?

-A politica sempre foi uma área que despertou meu interesse, mas no momento meu foco é a vida acadêmica. Dentre as diversas experiências vivenciadas no PJM, acredito que a participação direta da formulação de propostas para a promoção de melhorias no ensino médio se sobressai, pois contribuiu, e contribui, para a minha politização e consequentemente para a minha formação como cidadão participativo.

O que significa o IFPB para você?

-Vejo o IFPB como uma das melhores instituições de Ensino Médio-Profissionalizante do Estado. No IFPB há uma política muito positiva de incentivo a participação dos discentes em pesquisa e extensão; em projetos como o Parlamento Juvenil do Mercosul, e atividades referentes a competições e olimpíadas cientificas. Tudo isso colabora de forma significativa para o desenvolvimento acadêmico dos estudantes, contribuindo para qualificação adequada dos mesmos para o mercado de trabalho. Tenho certeza que o conhecimento e incentivo que obtive no IFPB influenciaram de forma significativa para o meu êxito na participação do projeto do PJM.

Aluno Campina destaque 1  Aluno Campina destaque 2  Aluno Campina destaque 3 

Felipe Vilar – jornalista do IFPB / Campus Campina